Portal da Cidade Pontal do Paraná

protesto

Protesto de barqueiros bloqueia acesso à Ilha do Mel

O protesto é para que a igualdade seja para todos, órgão oficial e alternativo", explica Wilson, que é barqueiro e um dos responsáveis pelo protesto.

Postado em 29/12/2020 às 12:57 |

(Foto: Franklin de Freitas)

Um protesto promovido por barqueiros ligados à Abaline (Associação de Barqueiros do litoral norte do Paraná) bloqueou totalmente nesta terça-feira (29 de dezembro) o acesso à Ilha do Mel, um dos principais pontos turísticos do litoral do Paraná. A reclamação deles é que embarcações alternativas estão levando normalmente os turistas em suas lanchas, enquanto as embarcações oficiais trabalham com capacidade reduzida e ainda tiveram a venda de passagens suspensas pela Abaline devido ao fato de a Ilha estar com as pousadas lotadas.

"O protesto dos donos de barcos da Abaline é devido ao fato de que, teoricamente, a Ilha está fechada, com todas as pousadas lotadas. Mas o pessoal que vai a passeio, vão de manhã e voltam de tarde, mas não estão querendo deixar vender passagem pela Abaline. Acontece que as embarcações alternativas estão levando o pessoal com lotação normal das lanchas. Nós trabalhamos com 60% da capacidade de passageiros e as lanchas não têm essa redução. O protesto é para que a igualdade seja para todos, órgão oficial e alternativo", explica Wilson, que é barqueiro e um dos responsáveis pelo protesto. 

Com a manifestação, o transporte alternativo foi totalmente bloqueado e o acesso às ilhas do litoral paranaense foi fechado. "Excedeu o limite de pessoas e não estão levando mais ninguém, mas os barqueiros ficaram parados na pandemia e querem trabalhar. Não podendo trabalhar, eles fecharam a entrada do rio aqui e ninguém entra e ninguém sai do canal, que é saída para todas as ilhas do litoral", afirmou ainda um marinheiro particular, que pediu para não ser identificado.

Segundo apurado pela reportagem, no terminal de embarque há inclusive pessoas com reserva garantida para o final de ano na Ilha do Mel, mas que não estão conseguindo atravessar por conta do protesto. 

A Ilha do Mel já possui lotação máxima de visitação do dia 30 de dezembro ao dia 03 de janeiro. Devido a pandemia do coronavírus, o limite de visitantes foi reduzido para 2500 pessoas para hospedagem e 1500 pessoas para day use, modalidade de hospedagem por apenas um dia, sem pernoite.



Fonte:

Receba as notícias de Pontal do Paraná no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Mais Lidas