Portal da Cidade Pontal do Paraná

INOVAÇÃO

Rede estadual terá ferramenta online de correção de redação

Baseada em inteligência artificial, nova ferramenta vai garantir aos estudantes uma produção textual muito mais rápida.

Postado em 23/07/2020 às 14:26

(Foto: AEN)

A equipe de tecnologia da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte desenvolve um novo sistema que vai otimizar a correção de redação dos alunos da rede estadual do Paraná. Baseado em inteligência artificial, a nova ferramenta vai otimizar a dinâmica e garantir aos estudantes uma produção textual muito mais rápida.

A previsão inicial é de que a ferramenta esteja disponível em setembro para o uso de todos os alunos e professores da rede. O novo sistema será integrado ao Google Classroom, onde o aluno poderá acessar e inserir seus textos para correção automática. Essa correção automática vai dinamizar o processo, ajudando o estudante a ampliar sua produção, podendo evoluir mais em menos tempo. 

APOIO AO PROFESSOR - O secretário da Educação, Renato Feder, explica que a ferramenta será benéfica para o professor. Enquanto o sistema faz a correção de erros ortográficos e de concordância, o professor poderá concentrar-se em questões essenciais da redação. 

“O professor poderá focar em trabalhar com o aluno questões mais subjetivas ao texto como a argumentação, as práticas textuais, o gênero textual, a interpretação, o raciocínio e a didática do estudante”, explica o secretário. 

EVOLUIR - O diretor de tecnologia e inovação da Secretaria, Gustavo Garbosa, explica que o sistema online usa da inteligência artificial para fazer a correção ortográfica e de formato dos textos e seu intuito principal é ajudar o aluno a evoluir na elaboração da redação. “O sistema está sendo produzido para fazer a correção automática das redações dos alunos otimizando assim, o tempo de trabalho do professor”, disse ele. 

ENEM - Um dos focos principais na elaboração da ferramenta é a produção para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No exame, a redação é parte essencial para garantir uma vaga nas melhores universidades públicas do Brasil. 

“Por meio da tecnologia o aluno irá expandir seus conhecimentos e treinar sua redação não apenas para o ensino regular, mas para os futuros vestibulares e o Enem”, destaca Feder. 

Neste ano, mesmo em situação de pandemia, o Paraná teve a marca histórica de inscrições para o Enem. Foram mais de 53 mil inscritos apenas de alunos vindos da rede estadual, um aumento de quase 40% em relação ao ano anterior. 

Este aumento significativo reforça a importância de se dedicar à prática de produção textual, já que a redação é um fator de peso para o acesso dos alunos às universidades.

Fonte:

Receba as notícias de Pontal do Paraná no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário